sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Um Olhar para o Cotidiano, por Therence Santiago

Quem consegue de fato abandonar seus traumas? Deixar escondidas ou quietas suas angustias? A lógica perversa da vida humana tinge em turvos versos toda possibilidade de felicidade, é como uma equação que sempre da o mesmo resultado negativo, uma espécie de dialética da tristeza, sempre um ultimo gole, e o que sobra é sempre o copo vazio em cima da mesa, sem nenhuma utilidade!






A poesia sangra,


É algo inevitável o fracasso

Uma espécie de maldição da raça humana

Paradigma da era pós,

Sempre acabamos odiando quem se ama

Nenhum comentário:

Postar um comentário